Relatório da ONU aponta 11 das 30 cidades mais violentas do mundo estão no Brasil

sex-04-14 09:48:38

O Brasil possui 11 das 30 cidades mais violentas do mundo. Quem afirma isto é o escritório de Drogas e Crimes das Nações Unidas com base nos assassinatos ocorridos em 2012. Maceió é a quinta cidade com maior número de homícidos por 100 mil habitantes. Fortaleza ocupa a sétima posição e João Pessoa, a nona. O levantamento também aponta que a América Latina substituiu a África como a região com a maior quantidade de assassinatos do mundo, sobretudo pela violência fora de controle em países como Honduras, que lidera a lista da ONU. Leia mais

Brasil denuncia violência contra mídia

dom-04-14 20:43:08

A situação da liberdade de expressão no Brasil “agravou-se dramaticamente durante 2013 e nos primeiros meses de 2014″. A denúncia abre o relatório “Liberdade de Imprensa no Brasil – Outubro de 2013 a Março de 2014″ apresentado ontem na Reunião de Meio de Ano da Sociedade Interamericana de Imprensa, que se realiza em Bridgetown, capital de Barbados, no Caribe. Leia mais

Pesquisa: 58,5% concordam que haveria menos estupros se mulheres ‘soubessem se comportar’

qui-03-14 19:29:54

“Se as mulheres soubessem se comportar haveria menos estupros”. Ao ler essa afirmação em um questionário do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 58,5% dos 3.810 entrevistados concordaram totalmente ou parcialmente com a frase. O dado aparece no estudo Tolerância social à violência contra as mulheres, realizado pelo Sistema de Indicadores de Percepção Social e divulgado nesta quinta-feira. Leia mais

Menino de seis anos morre depois de ser espancado por colegas na cidade mais violenta do Brasil

qui-03-14 09:35:56

Um menino de seis anos morreu ontem, três dias depois de ser espancado por outras duas crianças, em Maceió (AL). A agressão foi testemunhada por vizinhos, segundo o Conselho Tutelar, que apura o caso.  Leia mais

Campanha do Desarmamento recolheu quase 650 mil armas em dez anos

sáb-03-14 15:45:55

Balanço divulgado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), vinculada ao Ministério da Justiça, mostra que a Campanha do Desarmamento recolheu 649.250 armas nos últimos dez anos, de acordo com registros até o último dia 9. Leia mais

Irmão é suspeito de matar gêmeo após briga familiar em SP

dom-03-14 17:25:18

Um estudante de 22 anos é suspeito de ter matado o irmão gêmeo com uma facada na madrugada de domingo (9) em Barretos (424 km de São Paulo). Leia mais

Menino de 8 anos morre após ser espancado pelo pai no RJ

qua-03-14 20:55:29

Com apenas 8 anos, o menino Alex foi espancado pelo pai Alex André Moraes Soeiro, de 34 anos, até a morte, na Vila Kennedy, zona oeste do Rio, no dia 17 de fevereiro. O motivo: o menino não queria cortar o cabelo para ir à escola. Em depoimento, o pai afirmou que batia frequentemente no filho porque o menino era muito desobediente. Leia mais

Sindicato protesta com faixas sinalizando estações-tubo mais perigosas

qui-01-14 11:05:53

O Sindicato que representa os cobradores e motoristas de ônibus de Curitiba (Sindimoc) distribuiu faixas pelas estações-tubo mais perigosas da capital. A faixa, com os dizeres “Atenção! Esta estação tubo é uma das mais assaltadas!” alerta para a violência nos pontos onde os funcionários mais sofrem com os assaltos. A primeira estação a receber o protesto foi o tubo do Xaxim, localizada na rua Antônio Rebellato, onde já foram registrados 34 assaltos em dois meses, com prejuízos de mais de R$125 mil.  Leia mais

Senadores evitam visita a ala crítica do presídio de Pedrinhas, no Maranhão

ter-01-14 13:38:22

Sem ingressar na mais perigosa das oito unidades do Complexo de Pedrinhas, em São Luís, a Comissão de Direitos Humanos do Senado fez nesta segunda-feira, 13, uma visita marcada por denúncias de maquiagem por parte do governo do Maranhão. Enquanto a comitiva circulava por uma área em reforma, a reportagem foi a outro setor do presídio onde os detentos reclamaram de maus-tratos e superlotação. Leia mais

Em família, por Ricardo Noblat

seg-01-14 09:43:09

A crise da segurança Pública no Maranhão agravou-se desde o mês passado. Finalmente, na última sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff postou sete mensagens consecutivas em seu twitter. Para dizer que acompanha a crise, que despachou para São Luís seu ministro da Justiça e que providências para controlá-la começaram a ser tomadas. Citou algumas. E voltou a se calar. Leia mais