Ex-ministro de Lula é pivô de crise no comitê de Dilma

Ex-ministro de Lula é pivô de crise no comitê de Dilma

imageO comitê da campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff enfrenta sua primeira crise interna na largada oficial da disputa eleitoral e corre o risco de perder um de seus coordenadores. Ex-ministro de Lula, Franklin Martins, responsável pelo site da campanha –o “Muda Mais”–, entrou em atrito com interlocutores da presidente por causa de um post sobre a CBF, publicado depois do que foi classificado como “terrível eliminação da seleção”. LEIA MAIS.

Modelo trabalhista pode ser adotado em crise regional

O programa de estabilização de empregos, em discussão entre empresas, centrais sindicais e governo, pode ser adotado em tempos de crise regional, setorial ou nacional. O reconhecimento de que um setor passa por uma crise viria do próprio governo. O acerto para adotar o mecanismo seria por meio de acordos coletivos entre as empresas e os funcionários.

Antes de intervir, COI alertou Dilma sobre crise no Rio

Antes de intervir, COI alertou Dilma sobre crise no Rio

O Comitê Olímpico Internacional (COI) havia avisado a presidente Dilma Rousseff em fevereiro que a situação da preparação do Rio de Janeiro era desesperadora e que o governo federal precisaria intervir com urgência se quisesse garantir o sucesso dos Jogos de 2016. Nesta semana, o COI decidiu tornar pública a crise existente há meses entre a entidade e o Rio. Os problemas são considerados tão profundos que, hoje, não há nem mesmo garantias de que o evento consiga ser financiado.R

‘Dilma gestora’ é alvo de Aécio e Campos com crise na Petrobrás e no setor elétrico

‘Dilma gestora’ é alvo de Aécio e Campos com crise na Petrobrás e no setor elétrico

As crises envolvendo a Petrobrás e o setor elétrico do País colocam na berlinda a imagem de boa gestora que a presidente Dilma Rousseff explora desde a época em que ocupava o ministério de seu padrinho político e antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva. As duas áreas estão diretamente ligadas à sua passagem pelo governo federal como titular da pasta de Minas e Energia e da Casa Civil.

Petrobras vive sua pior crise de credibilidade

Petrobras vive sua pior crise de credibilidade

Pressionada por uma avalanche de denúncias de corrupção, a Petrobras vive sua mais grave crise de credibilidade. São pelo menos cinco inquéritos na Polícia Federal (PF), além de investigações no Ministério Público Federal (MPF) e no Tribunal de Contas da União (TCU). A crise também é financeira, com perdas de R$ 185 bilhões, cerca de 51% do seu valor de mercado, em três anos.

O adversário

O adversário

O Palácio do Planalto detectou alguns movimentos feitos por Eduardo Cunha antes de articular a convocação de dez ministros para depor na Câmara. Cunha encontrou-se com Eduardo Campos e Aécio Neves. De acordo com as informações com as quais Dilma Rousseff trabalha, quem intermediou a conversa entre Aécio e Cunha foi Sérgio Cabral.

No mesmo dia, Câmara chama cinco ministros para dar explicações

No mesmo dia, Câmara chama cinco ministros para dar explicações

A crise política entre parte da base aliada e o Palácio do Planalto resultou nesta quarta-feira, 12, na convocação de quatro ministros para prestarem esclarecimentos à Câmara. Além deles, o titular da Saúde e a presidente da Petrobrás, Graça Foster, também foram convidados a comparecer na Casa. 

Dilma tenta domar PMDB e indica nomear ministro sem aval

Dilma tenta domar PMDB e indica nomear ministro sem aval

A presidente Dilma Rousseff se reuniu neste domingo por duas horas com o vice-presidente Michel Temer e voltou a oferecer o Ministério do Turismo para o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB). A vaga já é ocupada pelo partido, mas está sob zona de influência da bancada do PMDB na Câmara. Embora a proposta não seja nova, a tendência do partido, agora, é manter a aliança com Dilma e evitar mais conflito.

Page 1 of 5